Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Pesquisar

 


Depois do choque, meter mãos à obra!

Quarta-feira, 06.08.14

Ser despedida é como nos tirarem o tapete debaixo dos pés, é entrar num buraco do qual não vemos o fundo. É, por isso, natural, que nos primeiros dias/semanas após a má notícia estejamos revoltados, tristes, cheios de dúvidas sobre as nossas qualidades/capacidades, mas é também importante aprendermos a gerir esses sentimentos aos mesmo tempo que começamos a traçar um plano alternativo para a nossa vida.

 

Rodeie-se das pessoas que mais gostam de si (familiares e amigos), mas não corte o contacto com quem foi conhecendo ao longo da sua vida profissional. Informe-o/as da sua nova condição e tente manter-se informada sobre eventuais oportunidades de um novo emprego. Se tem espírito empreendedor, aproveite esta paragem para estudar cuidadosamente a possibilidade de lançar o seu próprio negócio.

 

Enquanto isso, analise com cuidado as suas despesas mensais e tente perceber onde pode reduzir os gastos. Não sabe quanto tempo vai ficar desempregado/a e o subsídio de desemprego não dura para sempre. Comece, por exemplo, por cortar nas assinaturas de revistas/jornais ou no ginásio. Aproveite as bilbiotecas para consultar a imprensa e pratique exercício físico ao ar livre. Foi o que já comecei a fazer. Caminhar ou correr, além de nos ajudarem a manter a forma física, permite-nos começar a arrumar as ideias, que, nesta fase, estão naturalmente num torvelinho.

 

Uma vez que tenderá a passar mais tempo em casa, adopte medidas para evitar que a factura da energia eléctrica dispare, por exemplo. Readapte os seus horários para aproveitar ao máximo a luz natural. Se precisar de utilizar o seu computador com bastante frequência, procure um local onde possa ligá-lo à corrente, como uma biblioteca ou um espaço de convívio da junta de freguesia. Aproveite também para planear melhor todas as refeições e, desta formal, poupar também algum dinheiro.

 

Boas poupanças!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Galo help a 14.08.2014 às 10:27

Muito bom conselho para evitar gastar muito, mas nem sempre é fácil de apertar os cintos.

De FM a 15.08.2014 às 12:49

Há situações em que, de facto, já não é mesmo possível apertar o cinto; há pessoas que vivem, de facto, num situação económica dramática. O importante é procurar ajuda o mais cedo possível para evitar a chegar a esse estado. Infelizmente, muitas pessoas, por vergonha, pedem ajuda quando estão já no limite. Estar desempregado e precisar de ajuda não é motivo de vergonha.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    ola adoro este bolo mas encrua sempre porque será ...

  • micaela alves

    só falta mesmo lançar para a plataforma windowspho...

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...