Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


Poupe água - III

Quinta-feira, 13.06.13

Conheço quem utilize a sanita como se fosse um balde do lixo. Para ali despejam tudo, desde o óleo de fritar os alimentos, aos cotonetes, lenços de papel, preservativos, entre outros objectos. Uma opção que além de não ser ecológica acarreta gastos desnecessários de água.

 

 

Por cada descarga de autoclismo gasta entre 6 a 12 litros de água que se reflectem mais tarde na factura. É literalmente dinheiro deitado ao lixo. Opte por ter na casa-de-banho um pequeno balde próprio para o depósito desses resíduos e escolha autoclismos com botão de dupla descarga para utilizar quando é mesmo necessário.

 

 

A preocupação ecológica também não deve ser descurada, até porque o mundo que vamos deixar às próximas gerações depende de nós. Sabia que cada gota de óleo que despeja na sanita contamina 20 litros de água? Pense nisso da próxima vez que estiver tentada a deitar o óleo na sanita.

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

xixi no banho

Domingo, 13.01.13

Lembram-se de há uns anos existir uma campanha no Brasil que defendia o xixi no banho? Os promotores argumentavam que era uma forma de não se desperdiçar água e, assim, de poupar dinheiro e o meio ambiente. Na altura, a ideia foi criticada por uns e alvo de piada por outros, mas não vejo qualquer mal nesta ideia. Aliás, quem nunca o fez que atire a primeira pedra.

 

 

 

A ideia foi agora retomada por um vereador da câmara de Aa en Hunze, na Holanda, que diz ter ele próprio adotado esta medida. "Se combinarem a prática de urinar com a de tomar duche, deixam de usar muita água e poupam muito dinheiro. Então, por que não fazê-lo?" pergunta Bert Wassink.

 

 

O que vos parece este truque de poupança?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poupe água - II

Domingo, 14.10.12

Gosta do cheiro da roupa lavada à mão? Eu gosto. É um dos cheiros que me transporta para a infância e para os tempos que vivi com a minha avó que, à semelhança das outras mulheres da aldeia, ia lavar a roupa nos tanques comunitários. Foi com ela, e ali, que comecei a lavar as minhas primeiras peças de roupa à mão.

 

 

Hoje em dia, este é um hábito que praticamente se perdeu, mesmo nas aldeias, devido às máquinas de lavar roupa. São muito práticas e permitem-nos ganhar tempo para outras tarefas domésticas ou para actividades que nos dêem prazer. Mas mesmo com a máquina, há determinadas peças que prefiro continuar a lavar à mão. Um hábito que me passou a minha mãe.

 

 

E é precisamente da minha mãe a dica que aqui vos deixo hoje. Se tiverem oportunidade, aproveitam as últimas águas do programa de enxaguamento da máquina. Podem utilizá-las para colocar as peças de roupa ou da casa de molho e dar-lhe as primeiras esfregadelas, uma vez que estas águas saem praticamente sem detergente.

 

Assim, não precisa de desperdiçar água da rede.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Água destilada

Terça-feira, 21.08.12

Esta é a minha fonte da sorte. Funciona a electricidade e água destilada. Tenho que ter o cuidado de ver sempre o nível da água para o motor não se estragar e sempre que me ausento de casa por vários dias, desligo-a da corrente.

 

 

Se também têm aparelhos que funcionam com água destilada saiba que há pelo menos duas maneiras fáceis de fazê-la em casa:

 

- sempre que descongelar o frigorífico e/ou congelador. A água que resulta da descongelação é destilada;

 

- assim como também o é a água que se armazena nos desumidificadores que utilizamos no inverno para secar as paredes de casa.

 

 

Fácil e barato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poupe água - I

Quinta-feira, 02.08.12

Quando eu era criança, não havia abastecimento de água às casas da aldeia da minha avó. As famílias que não tinham poços nos terrenos ou grandes reservatórios, tinham que ir buscar água aos fontanários. Felizmente, a casa da minha avó não ficava longe da fonte, pois não era tarefa fácil carregar baldes, regadores e canecos cheios de água para as necessidades diárias: banhos, cozinhados, lavar a loiça, o chão, regar as plantas, etc., etc., etc. (a roupa era lavada nos tanques comunitários). 

 

 

Talvez por isso, a minha avó fazia uma gestão cuidadosa da água. A água da lavagem da fruta e legumes, por exemplo, era aproveitada para regar as plantas (a minha avó tinha muitos vasos no seu pequeno quintal). Quando chovia, punhamos sempre baldes ou outro tipo de reservatórios para aproveitar a água que era utilizada na casa-de-banho ou para lavar o chão.

 

 

Hoje em dia, todas as casas são abastecidas com água da rede, mas isso não deve ser argumento para não fazermos um uso racional deste precioso liquído. Para poupar na carteira e no meio ambiente.

 

 

Cá em casa, aproveita-se a água do programa de enxaugamento da máquina de lavar roupa para utilizar na casa-de-banho ou lavar terraços. A água com que lavo a fruto e legumes, e mesmo ou cozo estes últimos, é aproveitada para regar as flores. Quando tomo duche, coloco um balde no poliban para aproveitar a água que corre enquanto não aquece.

 

 

Alguém tem outros truques para utilização racional da água?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • micaela alves

    só falta mesmo lançar para a plataforma windowspho...

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...

  • joao

    http://www.comparaja.pt/blog/credito-pessoal-conhe...




Posts mais comentados






subscrever feeds