Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Pesquisar

 


Novidades no IRS

Terça-feira, 06.01.15

Antes de mais, quero desejar a todos/as quantos acompanham este blogue um bom 2015. Há algum tempo que não escrevo aqui com a regularidade que desejo, mas passar a fazê-lo é uma das minhas resoluções para este novo ano. Espero consegui-lo. É também meu desejo ir ao encontro das vossas expectativas, esperando também que partilhem com todos/as nós as vossas dicas e sugestões de poupança. Vou tentar também recuperar um pouco o espírito inicial do A Economia das Nossas Avós, que era a de divulgar alguns dos truques utilizados pelos/as nossos/as antepassado/as não só para poupar dinheiro, mas também facilitar a vida do dia-a-dia.

 

images.jpg

Nesta primeira publicação do ano, vou falar-vos do IRS. Se ainda não adquiriu o hábito de solicitar factura/recibo com o número de contribuinte sempre que compra um produto ou usufrui de um serviço, saiba que, este ano, esse gesto traz-lhe vantagens fiscais, graças à tão falada reforma do IRS.

 

Assim, se exigir a inscrição do seu número de contribuinte numa factura/recibo vai poder beneficiar das seguintes deduções à colecta:

- 35% das despesas gerais familiares até um máximo dedutível de 750 euros por cada sujeito passivo. Estão incluídas aqui as despesas com o supermercado, vestuário, água, luz, combustíveis, entre outras;

 

- 15% das despesas de saúde até um máximo dedutível de 1000 euros;

 

- 30% das despesas de educação até um máximo dedutível de 800 euros;

 

- 15% das despesas com rendas de habitação até um máximo dedutível de 502 euros ou 15% das despesas com juros à habitação até um máximo dedutível de 296 euros;

 

- 25% das despesas com lares da 3ª idade até um máximo dedutível de 403,75 euros;

 

- 15% do IVA suportado em cada factura relativa a despesas nos sectores da restauração e hotelaria, cabeleireiro e reparações de automóveis e motociclos até um máximo dedutível de 250 euros (à semelhança do que acontecia no ano passado).

 

Não se esqueça que estas facturas/recibos devem ser guardadas durante cinco anos, pois pode ser alvo de uma inspecção por parte da Autoridade Tributária. Lembre-se também que são estas facturas/recibos que o podem habilitar à "Factura da Sorte", um sorteio que semanalmente atribuiu um veículo de alta cilindrada.

 

Bom ano e... boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • micaela alves

    só falta mesmo lançar para a plataforma windowspho...

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...

  • joao

    http://www.comparaja.pt/blog/credito-pessoal-conhe...