Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728


Pesquisar

 


Cuidado com os carteiristas

Sábado, 01.02.14

Em toda a minha vida, só fui uma vez vítima de um carteirista que, felizmente, apenas me levou o telemóvel. Foi numa noite de São João, no Porto. Quem nunca foi assaltado não sabe a sensação que é ver-se assim despojado de um objecto pessoal, independentemente do valor económico ou emocional. É como que uma violação do nosso espaço íntimo. Vem todo este meu discurso a propósito de um caso que se passou um colega meu esta semana no McDonald's do Saldanha, em Lisboa, que fica aqui como alerta.

 

 

Durante o almoço, como é seu hábito - e o de muitas pessoas - colocar o casaco nas costas da cadeira. Nos bolsos, além de um telemóvel, tinha a carteira com dinheiro, documentos e cartões bancários. Sem saber como, a carteira simplesmente desapareceu. Em conversa com uma funcionária do espaço ficou a saber que teria sido furtada por um carteirista muito conhecido que a Polícia ainda não conseguiu apanhar em flagrante, apesar de já ter feito várias tentativas. Ao que parece, o dito assaltante apresenta-se sempre muito bem vestido e, como que por artes mágicas, furta carteiras e computadores portáteis sem que os respetivos proprietários se apercebam. Felizmente, a carteira do meu colega acabou por aparecer, embora sem o dinheiro.

 

 

Com tudo isto, o meu colega aprendeu uma lição e este é um dos conselhos que aqui deixo: nunca deixar carteiras ou telemóveis nos bolsos dos casacos quando estes estão pendurados nas costas das cadeiras. É preferível colocá-los em cima da mesa ou no colo. O mesmo com as carteiras das senhoras. Colocá-las nas costas das cadeiras, mesmo que com um casaco por cima, nem sempre é a melhor forma de protecção. Assim como colocar em cabides afastados de nós. Basta uma pequena distracção para desaparecerem. Eu coloco sempre as minhas no colo ou em cima dos pés.

 

 

E o que dizer dos transportes públicos? Vejo muitas mulheres a andarem no metro com as malas abertas e pessoas com as carteiras nos bolsos traseiros das calças, mesmo à mão de semear. É preciso não esquecer que as mãos dos carteiristas são muito hábeis e rapidamente fazem desaparecer os objectos furtados.

 

 

Felizmente, o meu colega só ficou sem o dinheiro. Mas imagine que também tinham sido furtados os documentos e os cartões bancários? Já imaginou o dinheiro e o tempo que ele iria perder a cancelar tudo e a pedir segundas vias?

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • micaela alves

    só falta mesmo lançar para a plataforma windowspho...

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...

  • joao

    http://www.comparaja.pt/blog/credito-pessoal-conhe...