Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 


Revistas gratuitas - V

Quinta-feira, 30.05.13

Descobri a Saudi Aramco World, a revista da empresa petrolífera árabe Saudi Aramco, há poucos meses através de uma prima que me ofereceu alguns exemplares.

 

 

Fiquei fascinada desde o primeiro momento, não só com a qualidade do papel, mas também com as reportagens interessantes que são publicadas em cada número e com a importância que é dada às fotografias.

 

 

O objectivo da revista é, segundo os seus responsáveis, dar a conhecer a história, património e cultura árabe e muçulmana ao Mundo e, na minha opinião, fá-lo muito bem.

 

 

Além de tudo isto, há ainda um outro factor importante: a revista é totalmente gratuita. Para tal, basta ir ao website da revista e introduzir os seus dados pessoais. Não estranhe se o seu primeiro exemplar demorar alguns meses a chegar. A partir daí, receberá a revista a cada dois meses. E sem custos.

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pela sua segurança

Terça-feira, 28.05.13

Por muito baixas que sejam, as despesas com o condomínio são uma das parcelas que mais pesam nos orçamentos das famílias e das primeiras a deixarem de ser pagas quando a crise bate à porta. O que pode criar sérios problemas à gestão corrente dos assuntos relacionados com a segurança e bem-estar dos edifícios e de todos os que o frequentam.

 

 

Mas se há despesas que fogem ao nosso controlo (uma avaria no elevador, uma falha no sistema eléctrico, infiltrações, etc.), outras há que é possível evitar e, assim, não onerar os gastos com a administração do condomínio.

 

 

O caso que vos apresento hoje aconteceu no edifício onde vivo. Como em 95% das vezes - e apesar dos vários alertas e de termos sido assaltados - a porta de entrada do prédio estava aberta (muitas vezes, escancarada), a administração teve que tomar uma medida de segurança adicional: comprar o sistema de fecho que vêem na foto.

 

 

Dividida por todos os condóminos, a despesa não foi grande, mas era perfeitamente dispensável se todos quantos frequentam o edifício respeitassem as mais elementares regras de segurança: manter a porta sempre fechada. E este é só um exemplo entre outros!

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Moeda estrangeira - II

Domingo, 26.05.13

Recentemente, estive na Hungria (daí também a minha ausência), país que pertence à União Europeia desde 2004, mas que continua a ter moeda própria: o Forint. Foi a primeira vez que estive neste país e, embora tenham sido poucos dias, permitiu-me tirar algumas lições sobre como tentar não gastar demasiado dinheiro no câmbio da moeda.

 

 

Embora tivesse pago antecipadamente a viagem de avião e o hotel, há que fazer antecipadamente contas às despesas que contamos ter: refeições, entradas em museus e/ou monumentos, deslocações dentro da cidade (autocarro, metro, comboio) e uma ou outra lembrança.

 

 

Feitas essas contas, há que comprar a moeda local de preferência antes de partirmos para não estarmos sujeitos a taxas de câmbio mais elevadas. O meu banco não vende Florint, mas aconselhou-me uma casa de câmbios que pratica os mesmos preços. Se a sua instituição bancária não vender a moeda que pretende, peças-lhes o mesmo conselho. Evite cambiar moeda no aeroporto: é mais caro.

 

 

Como o aeroporto internacional de Budapeste (capital da Hungria) fica a uma distância considerável do centro da cidade, perguntei ao hotel qual a melhor forma - tendo em conta preço/tempo - de chegar ao loca. A opção mais barata - como não podia deixar de ser - era o transporte público, mas tinha que utilizar dois autocarros e duas linhas de metro num total de 110 minutos de viagem. Coloquei logo a hipótese de lado!

 

 

Optei pelo serviço de táxi do hotel, que além de ter um preço fixo (o que não acontece com os táxis que estacionam na praça do aeroporto, como me explicaram), o pagamento pode ser feito em euros.

 

 

Nos restaurantes e nas lojas do centro histórico também aceitavam pagamentos em euros, o que acabei por fazer com os poucos que tinha levado por acaso. E esta é uma das lições mais importantes que aprendi. Numa próxima viagem a um país da União Europeia que tenha moeda própria, tentarei informar-me antecipadamente se os restaurantes e o comércio aceitam euros. Dessa forma, não terei que gastar tanto dinheiro em taxas de câmbio.

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Passatempo Artemix

Sábado, 25.05.13

O Artemix é uma plataforma online que nasceu há um ano para facilitar a vida aos artesãos portugueses. Uma vez registados, podem publicitar os seus produtos e, desta forma, chegar a um público mais abrangente. Descobri este site há poucos meses, quando navegava na Internet à procura de ideias para um dos meus outros blogues, o A QUATRO MÃOS.

 

 

Para assinalar o primeiro aniversário, os artesãos do Artemix decidiram lançar um passatempo com prémios muito interessantes para quem gosta de bijuteria e de objectos artesanais.

 

 

Participar é muito fácil e não custa dinheiro. Basta enviar uma fotografia original com algo relacionado com o artesanato. As regras podem ser lidas na página do Facebook do Artemix.

 

Boa sorte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Feira do Livro de Lisboa 2013

Sexta-feira, 24.05.13

É um dos pontos altos da actividade cultural de Lisboa e um autêntico local de perdição para aqueles, como eu, que têm uma paixão desmesurada por livros. A Feira do Livro de Lisboa já abriu as suas portas, no Parque Eduardo VII, com um sem fim de atractivos. Além dos livros, é claro, há lançamentos de novas obras, sessões de autógrafos, actividades culturais, ofertas gastronómicas de comer e chorar por mais e, claro, uma excelente maneira de fazer exercício físico gratuitamente (isto se subir e descer o parque um sem número de vezes).

 

 

Tenho a sorte de trabalhar do Marquês de Pombal e, por isso, estar paredes meias com a feira. Todos os dias, antes de lá ir, consulto a lista de Livros do Dia para ver se há alguma obra que me interesse a preços muito mais atractivos. Esta é não só uma forma de poupar dinheiro, mas também de não gastar tempo se não tiver muita disponibilidade para visitar todos os pavilhões.

 

 

Se só tiver disponibilidade ao início da noite, aproveite a chamada Hora H. De segunda a quinta-feira, entre as 22 e as 23 horas, os livros com mais de um ano e meio poderão custar menos 50%. Tenho, no entanto, atenção que não são todos os livros. Cada editor decidi quais são as obras que disponibiliza na Hora H.

 

 

O pavilhão dos pequenos editores é um dos meus preferidos. Por disponibilizar obras que não se encontram em mais lado nenhum e a preços muito convidativos.

 

 

Depois, claro, há os alfarrabistas, uma das minhas pedições. E, aqui, é sempre possível negociar preços. Acreditem, por que eu já o fiz. Há dois anos, andei a namorar dois livros no mesmo alfarrabista durante quase toda a feira, sempre na expectativa de que os preços descessem. até que no final, talvez com pena do meu ar desesperado, talvez por ser um bom samaritano, o alfarrabista me vendeu as duas obras por um preço que eu não podia mesmo recusar. Uma autêntica pechincha!

 

 

Sendo a Feira do Livro uma grande tentação, desde que a crise começou passei a estabelecer regras para não ir à falência:

 

- quase nunca compro os últimos lançamentos. Mais mês, menos mês, consigo encontrá-los mais baratos nas livrarias ou noutro tipo de feiras do livro;

 

- estabeleço um limite máximo de gastos para toda a feira e tento não ultrapassá-lo a não ser em casos como o que vos falei acima;

 

- aproveito para comprar livros para oferecer;

 

- como estou a estudar, opto por livros que me fazem falta para a faculdade;

 

- antes de comprar um livro, confiro se já não o tenho. Como a minha biblioteca já é considerável e não a tenho devidamente catalogada, não quero correr o risco de comprar livros que já tenho, como já me aconteceu. Nesse caso, optei por oferecê-lo;

 

- tenho em atenção as promoções nas livrarias. Nesta altura, são várias as que também fazem boas promoções. Além de que em alguns casos, como na Bertrand e na FNAC, podemos acumular pontos em cartão.

 

 

Boas poupanças e boas leituras!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bazar Ikea 2013

Sábado, 11.05.13

Se tem em casa móveis ou peças de decoração que já não uso ou de que já não gosta pode tentar vendê-las no Bazar Ikea 2013. Tenha, no entanto, atenção que este evento é só para membros do Programa Ikea Family.

 

 

O bazar realiza-se no dia 25 deste mês nas lojas de Matosinhos e de Loures, durante todo o dia. Pode vender os artigos, aproveitando para ganhar algum dinheiro, trocá-los por outros que sejam do seu agrado ou, simplesmente, oferecê-los.

 

 

Se reúne as condições do regulamento e está interessado, apresse-se a inscrever-se. As inscrições só terminam no dia 20, mas são limitadas.

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estude no estrangeiro... sem sair de casa - II

Terça-feira, 07.05.13

Conhecem o OpenupEd? Trata-se de uma plataforma online recentemente lançada pela União Europeia semelhante ao Coursera. Neste novo site estão disponíveis 40 cursos promovidos por diversas universidades em 12 línguas diferentes.

 

 

A inscrição é simples e os cursos são totalmente gratuitos. Uma boa oportunidade para quem quer alargar horizontes e enriquecer o currículo. Além de nos permitir melhorar a nossa capacidade de expressão numa língua estrangeira.

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Operação Verão 2013

Domingo, 05.05.13

Já viram o tempo maravilhoso que está lá fora? Já apetece vestir roupas mais leves, tomar uma bebida fresca numa esplanada, ir até ao jardim ou mesmo dar um mergulho no mar. Esta é também a altura do ano em que queremos exibir um corpo saudável e bonito, que não se vejam as gordurinhas acumuladas ao longo do inverno, fruto do sedentarismo e de uma má alimentação.

 

 

O ideal será mantermo-nos sempre activos e ter uma alimentação saudável ao longo de todo o ano, mas para muitos de nós nem sempre é possível. Por falta de tempo ou de motivação, por preguiça ou cansaço. Eu, pecador, me confesso!

 

 

Mantermo-nos em forma não dá assim tanto trabalho, nem aplica grandes custos. Em relação à alimentação, é importante cumprirmos horários e cozinharmos refeições saudáveis como as que já apresentei aqui.

 

 

Quanto ao ao exercício físico, não é tão difícil quanto por vezes pensamos. Há cerca de um mês, optei por subir as escadas até ao local onde trabalhar (um terceiro andar) em vez de utilizar o elevador. No início custou-me, não digo que não, mas com o passar do tempo já começa a ser mais fácil.

 

 

Felizmente, no meu bairro existe uma grande recta que  muitos dos habitantes aproveitam para se manter em forma. Desde há duas semanas, decidi juntar-me a ele. Dia sim, dia não, calço os ténis, coloco o protector solar e os óculos de sol, os auriculares e faço uma caminhada de cerca de 50 minutos. Controlo os passos e o número de calorias no podómetro e, acreditem ou não, já sinto diferenças no meu corpo.

 

 

Perto de casa, existe um parque com algumas máquinas para fazer exercício físico, que, de vez em quando, também utilizo.

 

 

Como podem ver, ser saudável e estar em forma não custa muito dinheiro. Por isso, de que está à espera para sair de casa?

 

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Roupa low-cost para crianças

Sábado, 04.05.13

Hoje, falo-vos do site Pinta Línguas que me foi apresentado pela leitora Natacha Valente. Trata-se de uma loja on-line, sedeada no Porto, que vende vestuário infantil em toda a Zona Euro a preços em conta.

 

 

Se tivermos em conta que as crianças estão sempre a crescer e que a roupa rapidamente lhes deixa de servir, comprar artigos de vestuário a preços baixos é uma oportunidade a não perder.

 

 

Neste momento, a empresa tem vários artigos em liquidação.

 

Boas poupanças!

 

(O site não se encontra mais activo)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • micaela alves

    só falta mesmo lançar para a plataforma windowspho...

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...

  • joao

    http://www.comparaja.pt/blog/credito-pessoal-conhe...









subscrever feeds