Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 


Recargas

Sexta-feira, 31.08.12

Hoje em dia, há à venda recargas de diversos produtos que nos permitem não só poupar dinheiro, mas também o ambiente. São, por isso, uma boa opção para quem tem orçamentos apertados e/ou preocupações ambientais. São a minha primeira escolha quando vou ao supermercado, mas à minha custa aprendi que é preciso tomar algumas precauções.

 

 

Na foto ao lado apresento-vos a última recarga de limpa-vidos que comprei. É de marca branca e, por isso, mais barata. Só que me escapou um pequeno pormenor que acabou por tornar o produto mais caro. A parte de cima, que permite aspergir o líquido, é de outra marca e não enrosca. Resultado: cada vez que limpo um vidro ou espelho sai mais produto do que o desejado.

 

 

Já me aconteceu o mesmo com as recargas de desinfectante que se colocam na santina ou com as dos produtos para perfumar a casa.

 

 

Um outro problema com que me deparei foi o da mistura de produtos de marcas diferentes mas como o mesmo cheiro. Nem sempre o resultado é brilhante, acreditem!

 

 

Desde então, passei a ter alguns cuidados com as recargas:

 

- antes de ir ao supermercado, confiro sempre a marca e modelo da embalagem que tenho em casa;

 

 

- se por acaso me esquecer de o fazer, ou não compro ou, caso seja urgente, compro uma embalagem tradicional;

 

 

- deixo sempre a embalagem chegar ao fim antes de colocar o produto da recarga.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

E se de repente lhe oferecerem flores?

Quinta-feira, 30.08.12

Terá que saber como cuidar delas para que perdurem. Há muito tempo que ninguém me oferece um ramo de flores, mas volta e meia arranjo umas quantas e coloco-as numa jarra. Sempre dão mais vida a uma casa. É um pouco da natureza que está junto de nós.

 

 

Mas para que as suas flores se mantenham viçosas pelo máximo de tempo possível, é preciso ter alguns cuidados. Nomeadamente:

 

- corte a ponta do caule sempre que esta estiver envelhecida e sempre na diagonal;

 

 

- a água deve ser mudada com frequência. Não esteja sempre a encher a jarra com água nova sem antes tirar a água anterior;

 

 

- no verão, borrife-as com água fresca;

 

 

- se juntar cubos de gelo e uma aspirina na água, as flores duram mais tempo;

 

 

- para evitar o cheiro desagradável que muitas resultante do contacto do caule com a água, deite na jarra um pouco de lixívia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Calor solar

Quarta-feira, 29.08.12

Agosto está quase a despedir-se. Os dias estão a diminuir. À noite, já orvalha. De manhãzinha, já se sente o ar mais frio. Estamos a caminhar para o outono e para o tempo frio. É tempo de começarmos a preparar-nos para a nova estação e de formas de mantermos a casa aquecida sem gastar muito dinheiro.

 

 

As dicas que hoje vos trago encontrei-as no livro «547 maneiras fáceis de poupar energia em sua casa», de Roger Albright, e dizem respeito ao aproveitamento do calor solar. Tanto o outono como o inverno costumam brindar-nos com alguns dias de sol e há que saber aproveitá-los para não gastarmos tanto dinheiro com os aquecimentos artificiais.

 

 

Aqui ficam três dicas:

 

- nunca se esqueça que o preto e as cores escuras em geral absorvem o calor do sol, enquanto que o branco e as cores claras reflectem-nos. Por isso, se utilizar cores escuras no exterior da sua casa, e especialmente no telhado, deixará passar mais calor do sol para o interior;

 

 

- uma boa forma de captura a luz solar é colocando vasos nas janelas ou construindo uma floreira interior. A terra dos vasos ou da floreira armazena o calor durante o dia e aquece a divisão à noite. Com a vantagem de fazer crescer as plantas. Desconhecia este truque, apesar de ter vasos nas janelas;

 

 

- se o sol de inverno costuma entrar em casa e reflectir em paredes ou pavimentos de tijolo, ardósia ou semelhante, abre os cortinados pois esses materiais absorvem o calor do sol.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bicho do papel - I

Terça-feira, 28.08.12

Hoje, sou eu quem vos vem pedir ajuda. No meu escritório cá de casa há papel sem fim. Desde livros, jornais e revistas, documentos, colecções de postais e calendários, entre outros. O que significa que tenho visitantes indesejáveis: o bicho do papel.

 

 

São seres muito pequeninos, que não fazem mal algum, mas que se reproduzem bem e gostam de passear pela casa. E correm rápido, o que por vezes torna difícil apanhá-los.

 

 

Pelo menos, uma vez por ano, retiro todos os livros da estante, limpo-os e aspiro-os. Os jornais e revistas, volta e meia também os sacudo. E, claro, tenho o cuidado de aspirar muito bem o escritório. Mas parece que os bichinhos se sentem muito confortáveis lá em casa.

 

 

Gostaria de me ver livres destes visitantes, mas não quero utilizar produtos químicos. Conhece alguma receita caseira e milagrosa? Se sim, partilhe connosco.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os botões

Segunda-feira, 27.08.12

 

Esta é a minha caixa dos botões. Comprei-a há alguns anos para decorá-la com a técnica do guardanapo, mas acabei por pintá-la de várias cores e utilizá-la para guardar os botões. Cada divisão corresponde a uma cor diferente. Assim, é mais fácil encontrar o que preciso.

 

 

Sempre que compro uma peça de roupa com botões guardo logo na caixa o botão sobressalente. Assim, não corro o risco de o perder!

 

 

Também costumo verificar se os botões estão bem cosidos. Normalmente, não vêm muito seguros, pelo que é sempre aconselhável dar-lhes uns pontinhos extra, não vá o diabo tecê-lo!

 

 

Quando alguma peça de roupa vai para o lixo, retiro-lhe todos os botões (fechos, molas, etc.) e guardo-os. Podem a vir ser úteis e os botões não são nada baratos.

 

 

Os botões de quatro orifícios costumo cosê-los em cruz, para ficarem bem presos e, no final, dou dois nós fortes. Mas há outras técnicas.

 

 

Para que o risco de perdê-los seja ainda menor, podemos passar um pouco de endurecedor de unhas sobre a linha. Fica muito mais forte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Deitar cedo e cedo erguer...

Domingo, 26.08.12

... dá saúde e faz crescer!

 

 

Pelo menos, era o que nos garantiam os nossos antigos. A minha mãe conta-me muitas vezes que, quando era criança, lá em casa deitavam-se todos muito cedo e levantavam-se com as galinhas. É verdade que naquela época não havia as distracções que nós hoje temos. Muito menos numa aldeia do Douro vinhateiro.

 

 

Mas mesmo nos tempos que correm, é possível adaptar os nossos afazeres de modo a podermos deitar-nos a horas decentes e, ao mesmo tempo, poupar uns tostões na conta da electricidade. Como? Programando algumas tarefas para as primeiras horas do dia, aproveitando assim a luz natural, sobretudo na Primavera/Verão que os dias nascem cedo. Dessa forma, não tem que aceder lâmpadas, logo não gasta na conta da electricidade!

 

 

Não estou a sugerir que aspire a casa logo às sete da manhã, mas há tarefas que podem perfeitamente ser realizadas antes de sair para o trabalho:

 

- não é das minhas tarefas preferidas, como já o disse, mas passar a roupa a ferro logo de manhã é bem mais agradável do que depois de um dia inteiro de trabalho. Aproveite e deixe-a logo arrumada no devido lugar;

 

 

- se tem um ou mais blogues, como é o meu caso, pode aproveitar para actualizá-los logo de manhã. Depois de uma noite bem dormida, as ideias surgem mais facilmente. Também pode responder aos e-mails ou escrever aquela carta que anda há tanto tempo a adiar;

 

 

- por que não adiantar o jantar? Há refeições que pode deixar praticamente prontas logo de manhã;

 

 

- lembre-se daquele botão que tem para pregar, do buraco na peúga que precisa de ser cosido ou da bainha que tem que ser levantada;

 

 

- limpe o pó. Se limpar a casa aos poucos durante a semana, quando chegarem os seus dias de descanso já não tem que andar stressada com a limpeza da casa.

 

 

Tenho aproveitado este mês para readaptar os meus horários e, garanto-vos, não me tenho saído nada mal. Por que não experimenta?

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

A rega das flores

Sábado, 25.08.12

Adoro flores! Não concebo a minha vida sem flores, nem animais. Em casa, tenho duas orquídeas e uma Mimosa pudica, uma flor adormece literalmente se se lhe toca ou quando está escuro. Na floreira da varanda, tenho uma orquídea, várias gémeas, chorões e outras flores de que não sei o nome. Gosto de cuidar deles, de as adubar, de revolver a terra, retirar as folhas e flores mortas, de as regar e de falar com elas. Há quem acredite que falar com as flores as ajuda a crescer de forma saudável.

 

 

 

A minha floreira apanha muito sol durante o dia pelo que tenho que ter especial cuidado com a humidade da terra para que as flores não morram. Mas utilizo alguns truques para não gastar muita água na rega das flores:

 

- só as rego à noite depois de o sol se pôr, mesmo as flores que estão dentro de casa. Assim, a água tem tempo para se entranhar na terra e não evapora, como aconteceria se regassemos de dia;

 

 

- deito a água com um regador junto à terra. Não devemos regar as plantas por cima, pois a água pode danificar as flores e as folhas e não chegar em quantidade suficiente onde queremos, ou seja, à raiz;

 

 

- coloco uma camada de casca de eucalipto ou folhas de pinheiro por cima da terra, o que ajuda a manter a humidade;

 

 

- há flores, como as orquídeas ou a Mimosa pudica que não rego todos os dias. Conheça as verdadeiras necessidades das suas plantas e flores e verifique o grau de humidade da terra. Água a mais acaba por destruir as raízes;

 

 

- aproveito a água da lavagem das frutas, legumas e saladas para regar.

 

 

Quais são os seus truques?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Espuma e mais espuma

Sexta-feira, 24.08.12

Quem não gosta de ver muita espuma no lava-loiça? Eu gosto! Parece que quanto mais espuma, mais garantias temos de que a loiça ficará realmente lavada. A verdade, porém, é que os detergentes que mais espuma produzem, na maioria das vezes, não são os mais eficazes. O que significa que estamos a deitar dinheiro ao lixo.

 

 

Há ainda um outro problema: quanto mais espuma tivermos no lava-loiça, mais água vamos gastar até conseguirmos que ela desapareça por completo. Mas há uma solução muito simples para resolver este problema. Se por acaso exagerou no detergente e tem espuma que nunca mais acaba, coloque um pedaço de sabão no lava-loiça e, pouco depois, a espuma desaparecerá como que milagrosamente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Apague MESMO a luz

Quinta-feira, 23.08.12

Com o preço a que a electricidade está, um pequeno descuido pode dar lugar a uma desagradável surpresa quando recebermos a factura da EDP. Por isso, todos os cuidados são poucos para que não haja gastos desnecessários. Não defendo que devamos regressar ao tempo dos nossos avós, quando as casas eram iluminadas com candeeiros a petróleo ou azeite ou mesmo com velas. Ainda me recordo bem do gozo que me dava, ao deitar, soprar a lamparina.

 

 

Hoje, recordo-vos apenas da importância de verificarmos se todas as lâmpadas da casa estão mesmo apagadas antes de sairmos. É que se alguma ficar acesa por um dia, o gasto não será de grande monta, mas se forem vários, o caso muda de figura. E esta foi uma situação que já me aconteceu por duas vezes.

 

 

Da primeira vez, esqueci-me de apagar a lâmpada que dá para o hall do meu piso. Com a presa de sair, nem reparei que era a minha que estava acesa e não a do prédio. O pior foi que isso aconteceu quando saí para um fim-de-semana prolongado. Valeu-me a solidariedade do meu vizinho, que me sabendo ausente, desatarrachou a lâmpada para esta não estar a consumir energia.

 

 

Da segunda vez, embora não tenha estado ausente tanto tempo, o meu vizinho já não me pôde valer. Deixei a lâmpada da varanda acesa e só notei porque cheguei de noite e achei que a lua estava a brilhar de mais. :-) Afinal, era a lâmpada que estava ligada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Arroz de bacalhau

Quarta-feira, 22.08.12

 

Sobrou-lhe bacalhau cozido e não sabe o que fazer com ele? Aproveite para fazer um delicioso arroz de bacalhau. Esta receita é da minha avó:

 

- faça um refogado com cebola e alho picados fininho aos quais junta um fio de azeite;

 

 

- quando a cebola e o alho estiverem dourados (não os deixe queimar, pois é prejudicial à saúde), adicione polpa de tomate (um destes dias, deixo-lhe aqui a receita caseira da minha mãe) e água em quantidades suficiente para o arroz cozer. e, claro, uma pitadinha de sal;

 

 

- enquanto o arroz coze, prepare o bacalhau. Parta-o em lascas e retire-lhe todas as espinhas. Se não gostar, pode também retirar a pele;

 

 

- quando o arroz estiver quase cozido, junte-lhe o bacalhau e mexa com um garfo. Desligue o lume e deixe o arroz acabar de cozer com o calor do tacho.

 

 

 

Além ser uma óptima ideia para aproveitar restos de bacalhau cozido, é uma deliciosa alternativa aos pastéis de bacalhau e às saladas frias.

 

 

Bom apetite!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • micaela alves

    só falta mesmo lançar para a plataforma windowspho...

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...

  • joao

    http://www.comparaja.pt/blog/credito-pessoal-conhe...









subscrever feeds



Pág. 1/4