Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


De que lado está o vento?

Domingo, 28.08.16

Há cerca de 10 anos, um dos meus vizinhos do último andar pediu autorização ao condomínio para instalar uma

DSC_0006.jpg

churrasqueira na varanda. Depois de garantir que aquela não iria incomodar os restantes residentes, a assembleia de condóminos aprovou a instalação da churrasqueira. Nunca tivemos qualquer problema, nem com cheiros nem com fumos. O único problema que existe afecta esse mesmo vizinho.

 

 

Apesar de a nossa rua ser bastante ventosa, ele nunca pensou que a intensidade e a direcção do vento o impediriam de utilizar a churrasqueira com a regularidade que deseja. Há pouco tempo, confessou que até ao momento «nem meia dúzia de vezes» utilizou a churrasqueira. Ou seja, o dinheiro que gastou não resultou num bom investimento.

 

 

Se pretender instalar uma churrasqueira numa varanda (ou mesmo um terraço), tenha em conta este facto. Estudo bem o vento que existe na sua zona de residência e veja qual o melhor local para instalá-la. Se chegar à conclusão de que o vento é demasiado forte e que terá poucas oportunidades para utilizá-la, pondere se valerá mesmo a pena ter uma churrasqueira.

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Destralhe o seu roupeiro

Quarta-feira, 17.08.16

belly-2473_640.jpg

Quem é que nunca acumulou roupa e calçado que deixou de usar há muito tempo? Todos/as nós, claro. Ou porque a peça de roupa está mais apertada e temos esperança de recuperar o peso antigo, ou porque está mais larga e temos medo de voltar a engordar, ou porque o sapato não é tão cómodo como parecia... são inúmeras as razões pelas quais muitas vezes acumulamos vestuário e calçado no guarda-fatos que raramente utilizamos.

 

Acumular roupa e calçado sem uso não só nos ocupa espaço no armário como perdemos a noção das peças que efectivamente vestimos levando-nos, por vezes, a comprar ainda mais roupa e calçado. Por isso, é importante que com alguma regularidade destralhe o seu roupeiro. Faça-o pelo menos nas mudanças de estação.

 

Comece por tirar toda a roupa do guarda-fatos e colocá-la em cima da cama. As peças que não usa há dois anos, coloque-as de parte. Se estiverem em boas condições de utilização, ofereça-as a um/a familiar, amigo/a ou venda-as em sites de artigos em segunda mão. Assim, poderá recuperar algum do dinheiro dispendido.

 

Tudo o que está velho, estragado e sem recuperação possível, deite fora. Muitas vezes, tendemos a acumular estas peças para aquelas alturas em que vamos realizar limpezas mais profundas ou pinturas, mas será que precisamos mesmo assim de tantas?

 

Roupa interior gasta ou com nódoas, meias já demasiado cosidas ou desemparelhadas, collants rasgados devem socks-1322489_640.jpgtambém ir para o caixote do lixo. Só ocupam espaço e não têm qualquer utilidade. Faça o mesmo com os cintos, as malas, a bijuteria, lenços e écharpes.

 

Depois de seleccionadas todas as peças de vestuário (calçado, malas, etc.) que ainda vai usar, ficará com uma melhor noção da roupa que tem para usar e perderá menos tento a encontrar o que quer. Tente manter o seu roupeiro sempre organizado e eviter acumular peças que precisem de botões pregados, fechos mudados ou bainhas por fazer.

 

A partir daqui, sempre que comprar uma peça nova, tente retirar uma velha. Muitas vezes, temos no guarda-fatos mais roupa do que aquela de que verdadeiramente necessitamos.

 

Courtney Carver chegou a essa conclusão depois de lhe ter sido diagnosticada esclerose múltipla. Em 2010, lançou o Project 333, com o qual desfiou os/as seus/suas leitores/as a viverem com 33 peças de roupa e calçado (ou menos) durante pelo menos três meses. Será que você consegue?

 

Boas arrumações e... boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cursos de maquilhagem gratuitos

Terça-feira, 16.08.16

Durante muitos anos, recusei maquilhar-me. Mesmo em ocasiões especiais, como casamentos ou saídas à noite, pintava apenas as unhas das mãos e dos pés e os lábios com uma cor muito leve. Esta minha recusa devia-se principalmente ao facto de não fazer a mínima ideia de como utilizar a enorme quantidade e variedade de produtos que existiam. Com o tempo, fui mudando de opinião. Hoje, há inúmeros blogues e vídeos na Internet e revistas que nos dão excelentes dicas sobre maquilhagem e os quais espreito de vez em quando para ver as novidades.

makeup-677200_640.jpg

 

No entanto, não há nada como termos uma maquilhadora profissional ao nosso lado para nos ensinar pequenos truques e esclarecer todas as dúvidas. Já fiz um curso de maquilhagem, em que o valor da inscrição reverteu em produtos, e já me ofereceram outro. No entanto, sempre que posso, tento frequentar cursos gratuitos, como estes de que vos falo hoje:

 

- Hospital CUF Descobertas (Lisboa) - Ainda vai a tempo de frequentar os workshops de maquilhagem correctiva que o Centro de Dermatologia tem vindo a promover. Os próximos são nos dias 30 de Setembro, 21 de Outubro e 25 de Novembro. Mais informações aqui;

 

- Lojas Celeiro - Esta cadeia oferece com regularidade sessões de Express Make-up. Em Setembro, vão realizar-se nas lojas da Avenida de Roma, em Lisboa (dia 16), de Alfragide, na Amadora (dia 25) e do Campus de S. João, no Porto (dia 30). As acções são gratuitas mas requerem inscrição prévia nas lojas onde se vão realizar. No final, é oferecido um kit com amostras de produtos de cosmética biológicos.

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Isenções e descontos para desempregados/as

Segunda-feira, 15.08.16

Ninguém está preparado para o desemprego. Por mais pessoas que conheçamos nessa situação, por mais notícias que leiamos sobre o assunto, quando nos toca a nós, como aconteceu comigo em 2014, sentimos que nos tiraram o chão debaixo dos pés. Hoje, passados dois anos, reconheço que quando isso acontece, o importante é respirar fundo, não entrar em pânico e manter a cabeça fria. Tenta, com todas as suas forças, que a parte racional se sobreponha à emocional e meta mãos à obra.

 

 

Nestes quase dois anos de desemprego, com intervalos de curtos períodos de trabalho, fui tendo conhecimento de vários tipos de isenções e de descontos dirigidos aos/às desempregados/as. Tenha, no entanto, em conta que alguns dependem do valor do seu subsídio e do rendimento do seu agregado familiar. É também importante que tenha sempre à mão o comprovativo da sua situação de desemprego, que pode descarregar no site do Net Emprego.

 

 

doctor-563428_640.jpg

 

Se o seu subsídio de desemprego for inferior a 628,83 euros por mês, está isento do pagamento das taxas moderadoras, como poderá comprovar no site da Entidade Reguladora da Saúde.

 

 

 

Caso receba o subsídio social de desemprego, poderá beneficiar da Tarifa Social de Electricidade e da Tarifa Social de Gás Natural. Saiba mais no portal da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. No caso da água e das taxas de saneamento e de resíduos sólidos, várias câmaras municipais e empresas concessionárias têm tarifas sociais para agregados familiares com baixos rendimentos.

 

 

Tenha também em conta que em 2011 foi criado o Passe Social +, destinado a famílias com rendbus-22114_640.jpgimentos reduzidos. Consulte o site da/s transportadora/s que habitualmente utiliza para saber se tem direito ou dirija-se pessoalmente à empresa. 

 

 

Aproveite este tempo de paragem forçada para assistir a espectáculos culturais ou visitar museus e monumentos. Além dos sites que pode consultar para saber onde há actividades recreativas e de lazer gratuitas para todos (como aqueles de que vos falei aqui), saiba que os/as desempregados/as estão isentos/as do pagamento de bilhete nos museus e nos monumentos sob a alçada da Direcção-Geral do Património Cultural. Mais informações aqui.

 

 

Há salas de espectáculos que oferecem descontos aos/às desempregados/as, como a Companhia Naciona de Bailado, a Culturgest (só nos espectáculos), a Cinemateca, os teatros nacionais D. Maria IISão Carlos (ambos em Lisboa) e de S. João (no Porto), o teatro municipal S. Luiz (Lisboa), o Teatro Municipal do Porto, o Teatro Municipal da Guarda, o Teatro Maria Matos (Lisboa), entre outros.

 

Boa sorte e... boas poupanças

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poupe no supermercado

Domingo, 14.08.16

As despesas do supermercado são das que mais absorvem o nosso orçamento familiar pelo que há que ter algumas precauções para não gastarmos mais dinheiro do que o necessário. Já aqui lhe falei de como fugir às taxas dos sacos de plástico, de alguns cuidados a ter quando fazemos as compras semanais ou mensais, de como às vezes compensa comprar maiores quantidades de um produto, dos talões e de outros pequenos truques. Hoje, apresento-vos mais algumas dicas:

 

fruits-82524_640.jpg

 

- Compre produtos da época: são sempre mais baratos e de melhor qualidade. Tente também comprar produtos de origem nacional. A diferença de preços nem sempre é muito grande;

 

- Compre produtos a granel: tem duas vantagens - são mais baratos e controla melhor a qualidade. Já me aconteceu comprar maçãs embaladas e quando abri o saco, já em casa, deparar-me com fruta estragada;

 

- Opte por marcas brancas: na esmagadora maioria dos casos, a relação preço/qualidade compensa;

 

- Acumule promoções com talões: já me aconteceu comprar um determinado produto a menos de metade do preço original. Como? Juntei um vale de desconto com a promoção do supermercado. Esteja atento aos folhetos semanais e compare preços. Muitas marcas oferecem vales nos seus sites ou páginas do Facebook e há cadeias de supermercados que editam revistas mensais com vales de desconto incluídos. Esteja atento/a;

 

- Evite comida pré-confeccionada: é mais cara e tem menos valor nutricional. Para isso, planeie com tempo as refeições da semana. Opte por estes pratos apenas em casos excepcionais;

 

- Cuidado com as etiquetas dos preços: por vezes, a etiqueta não corresponde ao produto junto ao qual estão (já me aconteceu comprar um elixir oral ao dobro do preço por não ter tido atenção a este pormenor). Noutras situações, o preço não corresponde ao valor da promoção que é apresentado no folheto. Nestes casos, chame um funcionário e peça que o/a esclareça. Se mesmo assim tiver dúvidas, dirija-se a um dos caixas e confirme o preço final.

 

Leia aqui o Guia Prático do Consumidor elaborado pela Direcção-Geral do Consumidor.

 

Boas compras e... boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Revistas gratuitas - VII

Sábado, 13.08.16

magazines-588349_640.jpg

 

Já aqui vos falei da minha paixão por revistas das mais diversas temáticas e deixei-vos exemplos de vários títulos com download gratuito ou que podem ser solicitados às empresas. Algumas incluem vales de desconto ou informação sobre promoções, o que é sempre importante para quem quer poupar dinheiro. Se perdeu algum destes posts, pesquise no blogue por «revistas gratuitas».

 

Este meu interesse pelas últimas novidades faz com que esteja sempre à procura de novas publicações úteis e interessantes. Hoje, trago-vos mais alguns exemplos de revistas que podem encontrar gratuitamente na Internet:

 

- Revista Saúda, das Farmácias Portuguesas. A versão em papel é disponibilizada gratuitamente nas farmácias mas caso perca algum número, pode descarregá-lo na Internet. Tem vários vales de desconto;

 

- Revista H, das farmácias Holon. Uma vez mais, há a versão em papel e digital;

 

-  Recicla, da Sociedade Ponto Verde. A edição em papel é distribuída gratuitamente, de três em três meses, com o jornal Público. Mas encontra todos os números disponíveis na Internet;

 

- Vida Celeiro, do Celeiro. Além de receitas, conselhos sobre saúde e bem-estar e reportagens, inclui também vales de desconto. Pode encontrá-la nas lojas, na versão papel, ou no site da empresa;

 

- Revista Perfumes & Companhia. Pode encontrá-la nas lojas ou visualizá-la na Internet;

 

Boas leituras e... boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Actividades grátis em família

Sexta-feira, 12.08.16

logo.png

 

A azáfama do dia a dia nem sempre no deixa tempo ou disponibilidade mental para procurarmos actividades de lazer em família acabando, muitas vezes, por visitar os mesmos locais. A pensar nisto, e por elas próprias terem sentido dificuldade em encontrar programas destinados a crianças até aos 12 anos perto da sua área de residência, duas mães meteram as mãos à obra e em 2008 lançaram o blogue (agora site) «Estrelas e Ouriços».

 

Aqui encontra inúmeros programas dirigidos às famílias e que se realizam em todo o país (arquipélagos da Madeira e dos Açores incluídos), o que lhe vai permitir poupar tempo em pesquisas e planear melhor os seus períodos de descanso. Além disso, o site tem uma secção dedicada a actividades com descontos e outra a actividades gratuitas.

 

Mas há outras opções, com as páginas do Facebook Cultura Grátis em Lisboa e Cultura Grátis no Porto e os sites Lisboa Livre, a Agenda Cultural dos Tesos, o Cultura de Borla e o Cultura Grátis 365 (este último, inclui informação sobre actividades promovidas em Lisboa, Porto, Brasília e São Paulo).

 

Esteja também atento/a aos sites ou páginas de Facebook da sua junta de freguesia e câmara municipal e de espaços culturais que existam próximo da sua área de residência. Muitas vezes são noticiadas actividades culturais e recreativas gratuitas mas que necessitam de inscrição prévia. Esteja atento/a.

 

Boas poupanças!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ganhar a reciclar

Quinta-feira, 11.08.16

De acordo com a Sociedade Ponto Verde, em 2015, os Portugueses encaminharam para reciclagem cerca de 442 mil toneladas de resíduos, o que demonstra preocupações crescentes com o meio ambiente e o futuro do planeta. Mas sabia que pode ganhar dinheiro a reciclar? Aqui ficam alguns exemplos:

 

printer-933098_640.jpg

 

- Toners e tinteiros: há várias empresas que pagam por toners e tinteiros vazios. Procure na sua área de residência se há alguma e informe-se das condições. Tenha, contudo, em atenção este alerta;

 

- Tampinhas de plástico: provavelmente, já tomou conhecimento de campanhas de recolha de tampas de plástico para a compra de cadeiras de rodas. De facto, diversas empresas pagam a quem lhes entregar tampinhas de plástico;

 

- Latas: a lógica é a mesma da das tampinhas de plástico. Em 2014, falei-vos de uma campanha de apoio à Rafeiros SOS que consistia precisamente na entrega de latas (de refrigerantes, conservas, etc.). Quer num quer noutro caso, tenha em atenção que são necessárias grandes quantidades para conseguir uma quantia razoável de dinheiro;

 

- Ferro-velho: se comprou um frigorífico ou uma máquina de lavar (roupa ou loiça) novos, em vez se entwashing-machine-943363_640.jpgregar os antigos electrodomésticos à loja onde adquiriu os novos, podem tentar vender os respectivos motores ao ferro-velho.

 

Bons ganhos e... boas poupanças!

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poupe na praia

Quarta-feira, 10.08.16

Praia.jpg

 

Agosto é, por excelência, o mês de férias para a maioria dos Portugueses. Muitos optam por passar parte ou todo este período na praia. Apesar de ser um tempo de descontracção, em que as preocupações do dia a dia ficam momentaneamente esquecidas, devemos ter sempre presentes pequenos truques para pouparmos dinheiro enquanto desfrutamos da praia:

 

- Quer passe apenas uma parte ou todo o dia no areal, leve comida de casa. É muito mais barato do que comprar nos bares ou restaurantes da zona. Opte por alimentos saudáveis (não se esqueça da fruta) e acondicione-os bem. Se lhe apetecer uma bola de Berlim (a quem é que não apetece na praia?!), prefira comprá-las no supermercado ou faça-as em casa e em vez de fritá-las, faça-as no forno (veja aqui como). São menos calóricas, principalmente se não usar creme de pasteleiro. Na praia que costumo frequentar, uma bola de Berlim sem creme comprada aos vendedores ambulantes custa 1,10 euros e no restaurante, 1,20 euros. Se tiver uma família grande, já viu o quanto pode poupar?

 

- Leve o chapéu-de-sol e a cadeira de casa. Muitos concessionários disponibilizam barracas e/ou palhotas e espreguiçadeiras no areal a preços proibitivos. Mais uma vez, tomo como referência a praia que costumo frequentar: uma palhota e duas espreguiçadeiras com os respectivos colchões custam 4,5 euros para apenas duas horas. O mês inteiro são 250 euros. Faça bem as contas e veja compensa alugá-los só para ir um pouco mais leve para a praia;

 

-  O estacionamento é outro dos items em que pode poupar. Em muitas praias, é possível estacionar de forma gratuita deixando o carro um pouco afastado do areal. Se não tem crianças muito pequenas ou familiares/amigos idosos ou com mobilidade reduzida, pondere se vale mesmo a pena pagar o estacionamento só para ter o veículo parado quase em cima da areia;

 

- Se gosta de ler, não se esqueça de aproveitar as bibliotecas de praia sobre as quais já falei aqui.

 

Com estes pequenos truques pode aumentar um pouco mais o seu pé-de-meia ou simplesmente aproveitar este montante para se mimar comprando algo que há muito deseja mas que ainda não tinha tido disponibilidade financeira para comprar.

 

Boas férias e... boas poupanças

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)

Proteja-se dos incêndios

Terça-feira, 09.08.16

As elevadas temperaturas, a baixa humidade e os ventos fortes têm dificultado o combate aos inúmeros incêndios florestais que fustigam Portugal, sobretudo no centro e norte do continente e na ilha da Madeira. Apesar de a maioria ser de origem criminosa, todos nós podemos ter comportamentos que ajudem a travar o avanço das chamas, protegendo, desta forma, vidas e bens:

 

- De acordo com a Portaria N.º 167/2006, entre 1 de Julho e 30 de Setembro, não é permitido nos espaços florestais: fumar, fazer lume ou fogueiras; fazer queimas ou queimadas; lançar foguetes ou balões de mecha acesa; fumigar ou desinfestar apiários (salvo as excepções previstas na lei); a circulação de tratores, máquinas e veículos de transporte pesado que não possuam extintor, sistema de retenção de fagulhas ou faíscas e tapa chamas nos tubos de escape ou chaminé;19827574_psIcg.jpg

 

- Limpe o mato à volta da sua habitação numa faixa de 50 metros (obrigatório segundo o Decreto-Lei n.º 17/2009, de 14 de Janeiro)  e guarde, em lugar seguro e isolado, a lenha, combustível e outros produtos inflamáveis;

folheto_fgcCasas2016_2.jpg

 - Se avistar um foco de incêndio alerte de imediato para o 112;

 

- Se fizer piqueniques, opte por comida já confeccionada e que não precise de ser aquecida. Caso queira fazer grelhados, escolha locais onde existam grelhadores ou onde o uso de grelhadores ou fogareiros seja autorizado. Mesmo nestas zonas, tenha o cuidado de extinguir por completo o fogo;

 

-  Caso se encontre numa zona onde esteja a lavrar um incêndio, siga sempre as indicações dos bombeiros, autoridades policiais e protecção civil. Não ponha a sua vida em risco nem a dos outros;

 

- Tape o nariz e a boca com máscaras apropriadas ou um lenço molhado; se tiver o cabelo comprido, ate-o o máximo que puder e/ou cubra-o com um lenço; use protecção ocular; utilize roupa larga e clara; veja mais conselhos aqui.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Web Informer Button

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • FM

    Provavelmente, haverá mais. Estes são aqueles de q...

  • wideawake

    Desconhecia alguns desses descontos! Obrigada

  • Clínica Dentária Lisboa

    Cá em casa tenho quem em poucos dias me deixe uma ...

  • joao

    http://www.comparaja.pt/blog/credito-pessoal-conhe...

  • joao

    sem dúvida q ajuda a entender um pouco melhor o pa...









subscrever feeds